Archive for 2016

As Fantásticas Histórias do Ursinho Polar e do Ursinho Pardo

"Era uma vez, numa terra fria coberta pelo gelo branco, dois ursinhos: um ursinho branquinho, ou Polar, e um ursinho marronzinho, ou Pardo. Como todo animal conhecido, os ursinhos precisavam se alimentar. O Ursinho Polar conseguia chegar mais perto de sua presa, pois sua pelagem branca se confundia com o branco do gelo, fazendo assim com que o Ursinho Polar não fosse percebido pelas presas à longa distância. Já o Ursinho Pardo, com sua pelagem escura e marrom, era visto de longe pelas suas presas, que fugiam com mais facilidade. Sem se alimentar e sem forças, o Ursinho Pardo pereceu sem se reproduzir e, seus irmãos Pardos logo deixaram de existir nesse ambiente gélido."


"Era outra vez, numa floresta bastante arborizada, dois ursinhos: um ursinho branquinho, Ou Polar e outro ursinho marronzinho, ou Pardo. Como todo animal conhecido, os ursinhos precisavam se alimentar. O Ursinho Pardo conseguia chegar mais perto de sua presa, pois sua pelagem marrom escura se confundia com os troncos das árvores, fazendo assim com que o Ursinho Pardo não fosse percebido pelas presas à longa distância. Já o Ursinho Polar, com sua pelagem clarinha e branca, era visto de longe pelas suas presas, que fugiam com mais facilidade. Sem se alimentar e sem forças, o Ursinho Polar pereceu sem se reproduzir e, seus irmãos Polares logo deixaram de existir nesse ambiente florestal."


A isso se dá o nome de seleção natural. Fatores naturais fizeram com que o animal com a mutação genética (no caso, a cor da pelagem) mais vantajosa para aquele ambiente passasse essa mutação adiante. Isso acontece com todos os animais, inclusive o homem (pesquise sobre os Sherpas).

Pois bem. Pesquisas da Universidade do Texas sugere que pode existir um gene para a maldade. Óbvio que um índivíduo que possui esse gene, para passá-lo adiante, precisa se reproduzir.


Bom não sou cientista e posso estar falando uma grande bobagem. Hoje o aborto é legal (dentro da lei) em duas hipóteses: quando há risco de vida para mãe ou quando é fruto de um estupro. Aliás, quando é caso de estupro o Estado deve garantir atendimento médico e medidas preventivas de doenças. Porém, existem correntes religiosas ideológicas querendo criminalizar o aborto quando é fruto de estupro. Eu fico me perguntando: a seleção natural não serve de argumento?


Recentemente uma jovem de 16 anos deu queixa após ser violentada por 33 homens. NO MEIO DE 33 HOMENS NÃO TINHA UM FILHO DE UM CU PRA DIZER "Não cara. Não podemos fazer isso. Isso tá errado." PARA OS OUTROS 32??? Não é possível cara. Será que, se esses genes não fossem passados adiante, em alguns anos (que sejam alguns mil anos) a seleção natural não tiraria esse gene da maldade do ser humano? Seria o caso de castração química não só para estupradores, mas para outros tipos de indíviduos criminosos?
sexta-feira, 27 de maio de 2016
Posted by Leo Coutinho
Tag :

A Meritocracia Não É Um Monstro Capitalista

A meritocracia não é um monstro capitalista. Nem deve ser mais uma luta da esquerda (opositora á meritocracia) contra a direita (defensora do sistema meritocrático). Na verdade, essa discussão não deveria nem ser política, mas social.

"Ué" - vocês me diriam - "mas nesse caso é possível separar o social do político?"

É sim. A meritocracia é um sistema que defende que posições de maiores destaques, como altos cargos nas empresas, sejam definidos por méritos como inteligência e não por motivos como amizade. Isso só pra citar exemplos.

Mas eu digo que não é um monstro capitalista porque o problema passa por vários outros pontos distintos à meritocracia. Como por exemplo, a diferença abismal da distribuição de renda e o sistema educacional retrógrado e ineficiente.

A meritocracia não define quem ganha mais ou ganha menos na sociedade. Em uma hierarquia específica, sim. Mas não na sociedade. O que define isso é a distribuição de renda do sistema capitalista, que nada tem a ver com a meritocracia em si. A pergunta deveria ser "Por que o chefe do departamento de RH ganha absurdamente mais do que o chefe dos garis de determinada região de determinado estado?".

Perguntar o motivo de um chefe ganha mais do que o empregado não é a pergunta certa. A resposta é obvia. Ou deveria ser uma vez que num sistema meritocrático ideal o chefe virou chefe por méritos próprios. Na teoria o tal empregado um dia teria, ou não, méritos próprios para virar chefe. O problema é que o nosso sistema nunca foi e ainda não é meritocrático e as posições são decididas na amizade ou no famoso QI (Quem Indica).

Voltando ao caso de que o chefe do RH ganha mais que o chefe do Gari, isso não é um problema meritocrático. Imaginem que tanto o chefe do RH quanto o chefe dos Garis tiveram méritos próprios para chegarem às suas respectivas chefias. Por que então, levando-se em consideração que o cargo exercido é de igual responsabilidade porém em diferentes áreas, um ganha tanto mais que o outro? Esse é um problema da nossa distribuição de renda totalmente ineficiente e não da meritocracia gente.

"Ahhhh. Mas quem tem mais facilidade de estudar em locais mais seguros e com a barriga cheia tem mais condições de alcançar cargos maiores"... SIM! Mas novamente esse problema não é da meritocracia. É da segurança, das falhas do Estado, da educação... De uma porrada de coisas, mas não da meritocracia! Pensem, que caso não fosse a meritocracia, qual seria o critério utilizado? Amizade? Família? Nepotismo?


A imagem acima vem sempre acompanhada de críticas ferrenhas à meritocracia. Ora bolas! Obviamente o problema não é da meritocracia e só uma mente muito fechada não vê isso. A seleção não é justa, assim como não seria se o exame fosse voar mais alto ou nadar mais rápido! E isso não tem nada a ver com mérito! Isso tem a ver com justiça e com educação!

Eu ainda não sei qual é a alternativa à meritocracia. Não sei mesmo. Se souberem me dizer, eu topo discutir com quem for civilizado. Com ignorantes não dá.

Mas comecem a pensar separadamente se o problema da meritocracia é mesmo a meritocracia ou se são outros problemas que "impossibilitam" a meritocracia de ser "justa".
terça-feira, 2 de fevereiro de 2016
Posted by Leo Coutinho
Tag :

#RIP - Francisco Jozenilton Veloso (AKA Shaolin)

Faleceu hoje aos 44 anos o humorista brasileiro Francisco Jozenilton Veloso, mais conhecido como Shaolin.


O humorista lutava desde 2011 para se recuperar de um grave acidente de carro, quando teve uma parada cardiorrespiratória. Ele ainda estava de cama e se comunicava através dos olhos.

Descanse em paz Shaolin.
quinta-feira, 14 de janeiro de 2016
Posted by Leo Coutinho
Tag :

#RIP - Alan Rickman (AKA Severo Snape)

Hoje morreu Alan Rickman, imortalizado no papel de Severo Snape, da saga Harry Potter.


Ele também atuou em filmes marcantes como Duro de Matar e Sweeney Todd.
Alan morreu de câncer aos 69 anos.

Descanse em paz Snape...





Posted by Leo Coutinho
Tag :

Mais Lidos

Facebook

O Mijão no Instagram

Pingos pelo Twitter

- Copyright © Pingo na Cueca -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -