Posted by : Leo Coutinho segunda-feira, 4 de março de 2013


Ó Camilla!

Foram tantas noites de sexo alto astral que já perdi as contas!
Tantos lugares testemunharam nosso amor, farol sem energia, moinho sem ninguem...
Rolou tudo até fora da nossa pátria, Ó Camilla! Lembra de Hollywood??? Olhando todas aquelas estrelas... Ahhh... Você, eu... Ninguém mais... Na nossa ilha ensolarada...

Lembra quando tudo começou na nossa ilha? Nossa... O destino de mandou de volta pro meu cais... Mas, peraí... Se tudo começou, como o destino te mandou de volta? E pro mau cais? Que cais? Mas tudo bem Camilla! Isso é só o detalhe... Hiê ê...

O que importa é que no meu coração ficou (hum... Vem plural a seguir... Será que não deveria haver concordância?) lembranças bonitas de nós dois juntinhos. Uma ferida aberta como tatuagem! Mas... Tatuagem? Bom... Devo ter acabado de fazer essa tatuagem... Não... Péra... Não foi há um tempo atrás? Ja deu tempo de fechar essa tattoo, não? Tô confuso. Minha cicatrização deve ser demorada...

Ó! Camilla... Você foi tão importante na minha vida que eu tenho isso tudo pra te falar... De novo... Pois tudo o que eu tenho pra te falar é repetir aquilo lá em cima! Que eu já te disse. Exausitvamente.

Resumindo. Metemos forte na Ilha do Sol, Mar Grande... Alto astral! Ô beleza! Começou na Ilha do Sol, quando o destino te mandou de volta pro meu cais, tem lembrança no coração que deixou ferida aberta como tattoo, como se tattoo ficasse aberta por muito tempo. Enfim. Foi isso. Não gostou? Chupa.

[Fonte de inspiração: http://letras.mus.br/netinho/46474/]

Leave a Reply

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

Mais Lidos

Facebook

O Mijão no Instagram

Pingos pelo Twitter

- Copyright © Pingo na Cueca -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -