Posted by : Leo Coutinho domingo, 27 de janeiro de 2013

Sério. Hoje acordamos com uma notícia de uma tragédia no RS. Uma boate pegou fogo durante um show. Tirando o fato de gente sem noção compartilhando imagens grotescas das vítimas (desrespeito total com a dor dos familiares), a mídia especializada vem fazendo a cobertura dos fatos.

Eis que me deparo com Twits e mensagens no Facebook do pessoal que estava dentro da boate na hora do incêndio. Mensagens de socorro. Eu pensei "Caralho! Facebook e Twitter matam!"



Pq diabos os filhos de puta não saíram correndo daquela porra? Vamos contar o trabalho: 1. Vejo o fogo; 2. Pego as coisas; 3. Saio voado.

Mas não pessoal... O mundo anda tão conectado que as pessoas se preocupam em, antes, postar a porra da tragédia na internet! Tipo um grande furo de reportagem... Vamos imaginar a cena:

~le eu de boa curtindo o show
Quando de repente, wild incêndio começa!
Eu poderia correr e me salvar, mas primeiro:
1. Pego o celular
2. Desbloqueio o celular
3. Ligo a câmera
4. Espero a câmera abrir
5. Tiro uma foto sensacional da tragedia
6. Digo no Twitter que está pegando fogo na boate
7. Posto a foto da tragédia no Instagram
8. Posto a foto com uma frase sensacionalista no Facebook
9. Pego fogo

Difícil explicar...

Leave a Reply

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

Mais Lidos

Facebook

O Mijão no Instagram

Pingos pelo Twitter

- Copyright © Pingo na Cueca -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -