Archive for Setembro 2012

Minha primeira vez...

Eu poderia relatar aqui a aventura que foi o momento que perdi minha virgindade como homem-macho-heterossexual, mas tenho certeza que vocês têm uma história muito mais interessante que a minha nesse quesito. Então, aproveitando o gancho do primeiro post da minha nova colaboradora, vou contar sobre o dia que perdi as pregas...

Pois é caros amigos. É isso mesmo. Já tive um corpo estranho em meu íntimo interior. Já fui penetrado. E foi bastante fundo. Vou relatar aqui a primeira (e única até agora) colonoscopia que fiz.


Resumindo a história: eu comecei a cagar muito e sentir cólicas mortais. Passei noites em emergências e perdi eventos importantes. Então comecei a investigar e depois de uma série de exames sem resposta, meu médico me passou a temida colonoscopia.

Agora que vocês conhecem a história, vou falar sobre minha aventura pro tão sonhado exame. O post pode ficar um pouco grande. Não leiam isso comendo.

Comentei ali que comecei a cagar muito né. Pois bem. Eu tinha fortes diarréias diárias. Morria de medo de sair na rua e sofrer um "acidente". Evacuava demais.
Então... Vocês têm ideia de como é feito o preparo pra esse exame? Laxantes. Isso mesmo. Laxantes pra quem já tem diarréia forte! Foram 3 dias limpando o intestino para o exame. Eu sentia dores horríveis! O papel higiênico parecia que rasgava minha cutis anal a cada passada. E não importava a marca, todos pareciam ser da Gilette.

Enfim. Foram 2 longos dias de Lacto-Purga. E, no dia do exame, que seria a tarde, eu tive que tomar um bagulho chamado Manitol. Explico: é uma droga comprada em farmácia de manipulação responsável por caganeiras sinistras! Também é encontrado em alguns chicletes de Nicotina, daqueles que usam pra parar de fumar.

Gente! Sério! Eu já bebia água sentado na privada pq saía direto. O trâmite do líquido dentro de mim não durava 3 segundos. Me sistema digestivo tinha virado um Toboágua! Não pude comer nada sólido antes do exame, então não sei o tempo que levaria pra descer um pão com ovo.

Fui para o hospital, com medo de me molhar todo pelo caminho, pq a essa altura só saía líquido do meu orifício anal. Aguardei ainda por mais ou menos 1 hora o atraso do exame e quando entrei, me deparei com uma equipe de mais ou menos 5 pessoas, onde 4 eram mulheres. Constrangimento. Porra, alguma coisa ia adentrar meu íntimo e quatro mulheres estariam presenciando aquilo! Enfim... Era preciso.

Entrei na sala e me apresentaram o famoso e ridículo avental que deixa a bunda de fora. Entrei no quartinho pra trocar de roupa, coloquei aquele avental, contei até 10 e saí do quartinho. A sala estava a meia luz, clima romântico, só faltou Marvin Gaye nos auto-falantes. Mas isso não me impediu de ver ela: A MÁQUINA! Aquela maldita que ia me deflorar. Medo. Medo não, pânico, pavor!


Tentei relaxar e conversar com o médico, o único homem lá dentro, mas foram as auxiliares que falaram primeiro. Uma das auxiliares me mandou deitar e a anestesista começou a me posicionar. Fiquei com a bunda a mostra. A anestesista falou algumas coisas sobre ficar tranquilo, mas a vergonha não deixava eu registrar coisa alguma. A última frase que lembro de ter falado antes de apagar foi "Doutor, por favor, carinho com o Tony Ramos".

Acordei já na salinha de espera me recuperando da anestesia. Um cheiro de merda predominava naquela salinha, onde eu e mais uns 3, separados por cortininhas, nos recuperávamos. Graças a Deus eu não havia vazado depois do exame, mas um colega de espera sim.

Bom, o cheiro não tinha remédio, mas enquanto estava lá eu sentia uma dor absurda! A auxiliar do procedimento veio ter comigo e me informou que foi necessário injetar muito ar em mim, pois meu intestino é muito grande, maior que o normal. Gazes. Eu estava com muita dor por causa dos gazes! Ela me deu Luftal. Esperei uns 5 minutos e a dor não melhorou. Ao contrário, piorou bastante! Eu não peidei. Estava com medo de cagar-me todo pois ainda sentia o efeito do Manitol que havia tomado de manhã. Segurei todo aquele ar dentro de mim, e parecia que eu ia explodia tal qual um balão de festa de aniversário.

Quando a enfermeira voltou, eu disse que ainda estava com muita dor. Então ela falou a frase mágica: "Vou chamar o doutor pra fazer um toque e te aliviar".

Foi a senha pra que eu pulasse da cadeira, informasse a ela que me sentia ótimo e saísse dali correndo. Já havia sido invadido demais pra um dia, mesmo inconsciente. Conscientemente eu não deixaria ninguém meter mais nada em mim, nem o mindinho! Vai meter o dedo no cu do teu pai, seu doutor!

Fui pra casa me contorcendo de dor. Cheguei grogue, corri pra latrina e me larguei! Muito peido! Muita água! Muito podre! Mas a dor foi melhorando a cada golfada de ar que meu forebis soprava. Aliviado, comi um cadinho de biscoito e dormi pq a anestesia ainda me rodeava a mente...
sábado, 29 de setembro de 2012
Posted by Leo Coutinho

Meu Deus! Como???

Esse Brasil é maravilhoso mesmo! Até hoje eu pensava que o dublador do bichinho preguiça Syd, da Era do Gelo, era o ator Tadeu Melo, aquele que faz (ou fazia, não sei) A Turma do Didi... Mas fiquei pasmo em descobrir que não era! Ou não! Sei lá!

O fato é que prenderam o dublador não-oficial do Syd, e, assim como o Bussunda não mais é reconhecido como Shrek, ou vice-versa, o Syd não terá mais a bela voz deste homem, pois ele foi preso por tráfico de droga! Pasmem!


quinta-feira, 27 de setembro de 2012
Posted by Leo Coutinho

Eleições PNC #01

Ahhhh as eleições... Não existe festival de comédia no mundo melhor do que assistir nossos candidatos políticos de qualquer esfera tentando nos convencer que eles são a melhor opção pra nossa cidade... Ou estado, ou país...



E vc, caro leitor... Ou melhor, caro eleitor! Você tem que ir escolher um dos palhacinhos pra comandar esse circo chamado Brasil. Ou pelo menos parte do circo, como é o caso das eleições atuais, onde devemos escolher o prefeito de nossa cidade e os vereadores que nos representarão nos próximos 4 aninhos.

Mas, políticas sérias a parte, nada melhor do que rir daqueles candidatos mais pífios! E eu vou começar a colocar aqui algumas campanhas que eu achar mais ridículas! É um trabalho árduo selecionar algumas poucas, mas eu prometo que vou tentar...

Aliás, foda-se! Prometo porra nenhuma pq eu não to fazendo campanha de nada! Vou tentar. Se der, deu! Se não der, fudeu!

Mas o primeiro post vai pra essa MARAVILHOSA sátira que o humorista Fábio Porchat nos deu de presente! Um making of da gravação da campanha de um político bacana! Fábio Porchat! Genial!



Posted by Leo Coutinho

Quem tem...

Aquele momento em que você para e percebe que todos, ou melhor, a maioria dos homens A-D-O-R-A-M comer um cú e você nunca deu!


Calma! Calma, queridos leitores! Aqui não é o Leo Coutinho! Até porque, ele deve fazer parte da lista dos homens que adoram. Ah... Pra deixar mais claro, estou falando de homens heteros, ou seja, que gostam de cús femininos. E aqui, quem vos escreve, é uma mulher misteriosa que conseguiu penetrar (ui!) e intensificar o Pingo na Cueca!

Voltando ao assunto... Pois é, eu era virgem por trás até que um dia eu pensei "Por que não tentar?" Já que eu ouço esse pedido, aliás, esse pedido desesperado, desde quando o primeiro homem me viu pelada, resolvi tentar atender o pedido de um homem especial. Mas deixei claro que ele teria que assistir um vídeo explicativo (que eu imagino que todos vocês já conheçam) e teríamos que investir em um gel lubrificante anestesiante, já que o meu koo parecia com uma (finada) moeda de 1 centavo.

O vídeo que eu fiz o meu amor assistir é o seguinte: http://www.youtube.com/watch?v=1M00JLqG6R0

O segundo passo, depois do "ai que susto" durante algumas semanas, quando eu já achei que estava tudo certo para o ocorrido acontecer, fomos comprar o tão sonhado gel lubrificante anestésico e eis que na sexy shop a vendedora disse que tinha um ótimooooooooooo lá! Era um potinho bemmmmm pequenininho, verdinho, indiano... Gostei! Era daquilo que eu precisava!

Fui para o abate e o meu amor fez tudo certinho... Dedinho, outro dedinho, beijos, carícias, camisinha, gelsinho e começamos o tão esperado, desejado e... "Ai, ai, ai... shhhhhhh, aiiiiiiiiiiii! Delícia! Nossa!!!! Que tesão! Ai, aiiii, aiiiiiiiiiiii... Gostoso! Hummmmmm... Tá ardidinho, né? Bom... Hummmmmmm... Aiiiiii... Ai? AIIIIIIIII... CARALHOOOOOO! Tá queimando, porra! Sério!!!1 Tá queimandooooooo!!! Tira essa merda daí!"

Agora me digam: Um gel anal de menta indiana? Isso está correto? Por que a FDP da vendedora disse que era fantástico? Traumatizei! Dar o koo já não é uma tarefa fácil, dar o koo queimando então...

O infeliz... É esse verdinho! Pra quem gosta da refrescancia e o ardor do momento...

Fiquei sem dar  por algum longo tempo até que descobri algo maravilhoso! Fica a dica para quem gosta do esporte: K-Med! Afinal, quem tem, tem medo! Menos os bêbados... Cuidado!


See you! 
terça-feira, 25 de setembro de 2012
Posted by Colaborador PNC
Tag :

O que é que elas querem!?

Eu queria ser muito bonito
Pra conquistar a mulher que eu quisesse
Mas isso não ia ser suficiente
Pq não é só isso o que elas querem...

Eu queria ser muito rico
Pra comprar a mulher que quisesse
Mas eu não teria amor dessa mulher
Pq não é só isso o que elas querem...

Eu queria ser muito inteligente
Pra seduzir com poesias a mulher que quisesse
Mas não é de palavras que vivem as mulheres
Pq não é só isso o que elas querem...

Eu queria ser muito musculoso
Pra dar segurança as mulheres que gostam disso
Mas essa segurança não é bem a que elas pedem
Pq não é só isso que elas querem

E o que é que elas querem?!



Achou que eu ia terminar a prosa com uma observação bonita né!? Rá!

Posted by Leo Coutinho

Grupo Raça - Desespero

Antigamente, tipo ano passado, eu fazia no Facebook uma série com o nome de #MúsicasDaMinhaVida. Ou algo do tipo... Não faz tanto tempo assim, alguns de vocês devem lembrar.

Bom... Estou transferindo aqui pro blog pq acho que pode render muitas risadas de lembranças de um tempo muito doido. Sem contar que dá vergonha admitir que chegamos a ouvir, cantar e fazer coreografias ridículas ouvindo essas músicas.

Enfim... Preparem-se pra uma viagem no tempo onde nossos corações eram puros e a gente se divertia com qualquer merda que que jogavam na nossa cara!

A primeira que me veio à cabeça foi essa pérola do pagode nacional (óbvio!)... Aliás, o pagode é ruim, chato, enjoado, mas nos traz músicas dignas das piadas mais mijaveis do mundo. Eu já ouvi muito pagode na vida. Já gostei de um mela-cueca. E provavelmente alguns deles vão entrar na nossa liste das tosquidões tocas de músicas que nos marcaram.

Esse grande clássico foi gravado por grandes nomes na música nacional, então, não sei ao certo quem cantou primeiro. 


segunda-feira, 24 de setembro de 2012
Posted by Leo Coutinho

Roupas, Glamour e Ostentação...

Domingo, 23 de setembro, noite.
Estou em casa vendo o Emmy e ao mesmo tempo acompanhando o Twitter e o Facebook pra ver se sou o único retardado vendo essa coisa. Não sou. Mas sou o único que não comenta sobre as roupas.


Ok. Estou fazendo um post sobre as roupas. Certo?! Errado! Estou fazendo um post sobre quem vê o festival pra comentar das roupas. O que é diferente? Bom, enquanto eu olho bundas e peitos, tem alguém dizendo "Que roupa hor-ro-ro-sa da Fulana..." ou "Cicrana está des-lum-bran-te!".

A minha pergunta é: hein? 

Gente. Por mais ridículo que possa parecer as roupas dessas moças, o que eu particularmente não estou nem aí, elas não diferem em nada das roupinhas básicas praticadas nas passarelas super elogiadas de Paris, Milão, Nova York ou São Paulo... Ou seja, a moda, geralmente, é feia! 

É feia mesmo! Ninguém me convence que os modelitos apresentados nas passarelas fashion mundo afora são modelitos que nós usaríamos no dia a dia... Ou até em uma festa! 

"Não Leo! Nós não usaríamos pq somos pobres! As celebridades usam em festas como essa! Como o Emmy!"

Ok! Não posso argumentar contra isso... Mas pq diabos veneram as modelos nas passarelas e falam mal das artistas no Emmy? Sei lá gente. Eu sou básico. Acho linda a mulher com jeans e camiseta. Sempre na moda. Não percebo a necessidade de adotar 2 crianças africanas e usar um vestido de 50 mil dólares. Existem belos vestidos de mil dolares ou, se quiser exclusividade, vários estudantes de moda do mundo todo fariam vestidos de graça, sendo que só seria investido o valor do material.

Mil dólares é mais do que suficiente pra se ter uma bela vestimenta pra qualquer festividade. Que tal investir os 49 mil dólares restantes em sei lá, médicos sem fronteiras?

Não sou muito inteligente pra fazer esse tipo de crítica. Sei que essa gente vive de imagem. Faço idéia do glamour que rodeia esses eventos. Não entendo de moda... 

Mas sei lá. Mesmo gostando de conforto, quem não gosta?, não sou muito a favor de ostentação. Tem quem goste. Tem quem ache que isso não vai mudar em nada o mundo. Que é minoria. Sei lá. Mas esse sou eu pensando na sociedade. 

Me julguem.

PS - Longo tempo "sem" computador. Por isso fiquei sem atualizar. Mas tô voltando. ;)
domingo, 23 de setembro de 2012
Posted by Leo Coutinho
Tag :

Mais Lidos

Facebook

O Mijão no Instagram

Pingos pelo Twitter

- Copyright © Pingo na Cueca -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -