Archive for Setembro 2011

Atchim!

Das doenças "leves", a gripe é a pior que tem. A gripe não tem cura.Toma-se uma porrada de remédios pra tratar os sintomas enquanto esperamos nossos ferozes anticorpos, numa batalha digna de filmes como Coração Valente, acabem com esse maldito vírus.


Ontem a noite começaram os sintomas dessa desgraça em mim. Coriza, dor no corpo, cansaço, nariz entupido. Não sei pq a recomendação de "cama e repouso" se essa joça incomoda tanto pra dormir. É impossível dormir bem!

Sem contar que rola uma sensação de afastamento social. Fala pro seu coleguinha da frente que você tá gripado que você vai reparar na reação miojo (instantânea! Hein!? Hein!?) de afastamento da pessoa. Coloca logo a mão no nariz, boca, toma banho de álcool e ainda coloca seu nome na macumba, não necessariamente nessa mesma ordem...

Enfim... Queria mesmo contar que, na hora de dormir, fiquei com os narizes entupido (Rá!)! Olhei para o lado e vi um vidrinho de Privina que provavelmente foi largado ali há alguns anos pela antiga inquilina. Não pensei duas vezes e muito menos olhei a validade. Lasquei na nareba!


Mermão!!!! Não tinha idéia de que já haviam colocado soda cáustica em vidrinhos de Privina! Senti aquele bagulho queimando todo meu aparelho respiratório! Os pelos do meu nariz entraram em combustão na hora! Senti corroer minha traquéia, mesmo sem saber onde fica e pra que serve essa bosta!

Correndo o risco de parecer garoto-propaganda mas foda-se... Tenho a impressão de que o fabricante de Privina é o mesmo que fabrica o Diabo Verde! "Privina - O Diabo Verde Líquido Para Sua Nareba"!


A pergunta que não sai da minha cabeça é: pq diabos não tem a foto do Seu Madruga (essa é para os fortes nível 267 really strong!!!) nos vidros de Privina!? Vou pingar esse treco numa formiga pra ser se a desgraçada derrete!


Se derreter eu vou precisar de um transplante ASAP (cata no #Google!)...
terça-feira, 27 de setembro de 2011
Posted by Leo Coutinho

Dança do Mortal Kombat - Mantena e JP

Hoje é noite de estreia aqui no Pingo Na Cueca! *Aplausos*

Achei que seria legal criar uma espécie de "Sessão Vergonha Alheia"...
Na verdade, tenho visto uns vídeos aí que me inspiram muito a fazer uns posts tipo divulgando e as vezes comentando esses fenômenos maravilhosos!

Acabei de conhecer essa nova dança viciante e que prontamente levantei da cadeira pra aprender a coreografia [NOT!] e, por mais que eu tenha pensado em chacotar esse vídeo, ele mesmo se auto-chacoteia ele mesmo a própria pessoa dele!

Enjoy!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011
Posted by Leo Coutinho

Essa vida doméstica...

Tenho certeza que muitos de vocês 3 leitores deste blog se lembram da saga que vivi com o meu banheiro e o alagamento maldito. Pois é... Não aconteceu de novo. =P

Na verdade, depois desse episódio, eu comecei a prestar mais atenção aos afazeres domésticos, mas nunca com tanto afinco.

Recentemente arrumei uma moçoila que, no alto da sua insanidade, topou conhecer meu humilde muquifo. As aventuras dela por aqui eu conto em outro post... Nesse eu vou contar um pouco da pré-visita.

Bom. Pra começo de conversa, eu sou desorganizado e bagunceiro. Tendo isso em vista, imaginem que eu não tenho ninguém pra arrumar a bagunça diária que eu protagonizo nessa joça. Eu sou do tipo de pessoa que chega em casa depois do trabalho e fica só de cueca, enquanto o chão da minha casa veste a roupa que eu estava usando ao chegar.

Não só o chão. Chão, sofá, maçaneta... Adoram pegar minhas roupas emprestadas...


Outra coisa é que eu não sou o ás da limpeza. Saio de manhã, volto a noite. Vassoura é pros fracos. Aqui é casa de macho porra! Quando eu piso no chão meus pés ficam marcados na poeira acumulada no chão! Não gostou, vem limpar pra mim! =D

Tendo isso em mente, imaginem que eu queria causar um mínimo de boa impressão na minha presa (pq eu, definitivamente, sou um caçador [NOT! Talendo que Deus não me deu! FDP...]) para poder, quem sabe, finalmente ter chance de comer alguém.

Comecei então a desgraçada da faxina.

Nunca pensei como era difícil arrumar uma casa...
Primeiro... As coisas que estão fora do lugar deveriam, por definição, ter um lugar certo! A pergunta é: onde é o lugar certo!? Como diabos as mães, avós e domésticas sabem onde é esse maldito lugar certo?! Bom, taquei tudo visivelmente descombinante em algum lugar que fosse invisível aos olhos humanos, mas que com certeza aguns ácaros ficariam extasiados.

Enchi duas bolsas de roupas sujas. Sério. Eu não sabia que as roupas que eu tinha enchiam duas bolsas. Muito menos que seria só de roupa suja e ainda sobraria roupa limpa (ou quase isso) pra eu usar! Mas, de qualquer maneira, essa foi a parte mais fácil. Separei as bolsas num cantinho pra levar pra lavanderia num momento mais apropriado.

E então, veio o pesadelo: Limpar a fuckin casa! Meu quarto e sala nunca foi tão imenso! Varrer o chão até que nem foi tão difícil, mas passar pano no chão não é coisa de Deus! Não consigo esticar minha coluna até hoje! Meu braço tremia horrendamente com tal esforço absurdo! Sem contar que só Deus sabe se o que eu joguei no chão pra limpar era realmente o produto certo pra isso.


E a cozinha então!? Pq aquilo fica tão engordurado se eu nem cozinho?! Miojo é tão engordurante assim!? Não és possible! Tb usei o que eu podia. Se o Veja tira gordura de fogão, deve tirar do chão tb. Tá! A cozinha não ficou boa, mas quebrou um galho! rsrs


Ainda bem que eu já tinha experiência com banheiro... Esse foi moleza.

E tudo isso praquela desgraçada não aparecer!

 *Le Forever Alone*

Posted by Leo Coutinho

Ai minha caralha!!! Esqueci!!

Tem uma coisa que, ultimamente, me revolta: minha memória!

Chegou ao ponto de pedir aos amigos do Facebook, que em geral estão cagando pra minha pessoa, que me lembrem de que tenho que comprar sabonete e pasta de dente!

Hoje uma boa alma me lembrou quando saí do trabalho! Não vou ficar "fidido"! Obrigado Raquel!

Mas enfim...
Why the fuck estou fazendo este post?! Eu conto! Até pq esse é o propósito do post! =P

Parei na farmácia e comprei sabonete, pasta de dente (coisas que eu precisava) e ainda comprei um sabonete malandro pra acne (meu pesadelo de sempre) que promete me deixar com a cara do Luan Santana (NOT!), um sabonete líquido pra minha caceta (pq eu não como ninguém mas faço questão de ser limpinho... ME JULGUEM!), chiclete (pq na farmácia só falta venderem alcatra!), desodorante e, acreditem, camisinha! Esse último sendo o item mais precioso e inútil das minhas compras por motivos óbvios!

Comprei um monte de coisinhas e esqueci do que eu tinha reclamado minutos atrás: lâmina de barbear! A minha lâmina está tão cega que não corta os pêlos, puxa! Minha fuça fica dolorida e mal barbeada.

Sobre o que mesmo eu estava falando?!

...
Ah tá!

Comprei tb, não na farmácia (talvez até tivesse, mas não perguntei), um fone de ouvido vagabundo de 10 real.

Enfim... Comprei, além de material de higiene básica, algumas bobeiras que não tinham necessidade nenhuma.

E do que eu esqueci?!

Que eu preciso me alimentar de alguma maneira! Não tem comida em casa e eu não lembrei de comprar o principal! Comida!

Agora eu to com fome e vou ter que morder a língua e beber água, pq além de ser uma besta desmemoriada eu sou preguiçoso pra meu ovo!
terça-feira, 20 de setembro de 2011
Posted by Leo Coutinho

Tudo passa, tudo passar... inho!

Não é que eu esteja dando razão ao Nelson Ned nem nada, mas isso é um fato: tudo nessa vida passa.
A pergunta é: hein?! Oõ
Claro que passa! Ta ficando maluco ou sem imaginação?! Tem que ver isso ae! =P
Não gente. Não estou maluco. Sem imaginação talvez, mas não é o caso. É que me peguei pensando nas coisas que passaram na minha vida e me liguei no seguinte: nunca parei pra pensar em como EU passei por elas...
Sei que é muito esquisito o que vou dizer, mas é necessário... Eu não lembro como cheguei aqui! Ihhhhh... Enlouqueceu de vez! Isso é outra história... Mas o fato é que durante a minha vida eu faltei comigo mesmo! Faltei em atenção nos meus rumos. Fui traçando meu caminho sem me dar conta da grandeza das escolhas que tive que fazer. Inconsequente.
Talvez, com alguma sorte (pra quem acredita), eu tenha conseguido traçar um caminho correto até aqui, mas, de uma maneira esquisita, não é o suficiente. Correto é pouco. Falta o extraordinário! Falta o grande feito da minha vida. Falta aquela coisa que vai fazer as pessoas lembrarem do meu nome quando eu não mais estiver aqui.
Você já fez sua auto-crítica? Pois deveria, pq com certeza criticar os outros tem sido programa diário pra você né?! Tem que ver isso ae!
Enquanto isso eu vejo a vida passar e eu parado aqui...
PS - desculpem-me se o texto ficar com erros de digitação ou mal formatado. Estou testando essa pastagem pelo celular.
segunda-feira, 5 de setembro de 2011
Posted by Leo Coutinho

Mais Lidos

Facebook

O Mijão no Instagram

Pingos pelo Twitter

- Copyright © Pingo na Cueca -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -